Você sabe como funciona uma bússola?


Antes de tudo, a gente precisa saber o que é um ímã, que tem tudo a ver com a história. Ímã é algo que gera um campo magnético ao seu redor e tem dois pólos: o norte e o sul. Os opostos se atraem: o norte de um ímã se atrai com o sul do outro e vice-versa.
A bússola é um objeto que tem uma agulha livre para se mover. Essa agulha é um ímã: numa ponta está o pólo norte da agulha e na outra o pólo sul da agulha.
A Terra é um ímã. Isso mesmo! O nosso planeta se comporta como um ímã gigantesco. Além do campo gravitacional, ele gera o campo magnético (próprio dos ímãs). Agora vem o pulo do gato: a Terra tem dois pólos geográficos e dois pólos magnéticos. NÃO PODEMOS confundir os dois.
A Terra é um ímã e a bússola também. E os opostos se atraem, certo? Portanto, o pólo norte da agulha vai se atrair com o pólo sul magnético da Terra e o pólo sul da agulha vai se atrair ao pólo norte magnético da Terra. Quando você descobre para qual direção é o norte, você acaba descobrindo todas as outras direções.

A bússola é um ímã e a Terra também. O que acontece quando você aproxima dois ímãs? Os opostos se atraem, certo? A Terra possui o pólo sul magnético, que fica em “cima”, e o pólo norte magnético, que fica “embaixo” (ao contrário que a geografia diz). A ponta norte da agulha se atrai para o sul magnético da Terra (aponta “para cima”, para o pólo norte da geografia) e vice-versa.

Seja o Primeiro a Comentar!